Usuário:
 
  Senha:
 
 

Wilson Paim:
Prenda Minha, de Telmo de Lima Freitas

 

19/02/2011 19:16:35
OS QUATRO MISSIONEIROS
............................................................................

SÃO QUATRO CERNOS DE ANGICO
FALQUEJADOS NA MINGUANTE,
QUE VÊM TRAZENDO POR DIANTE
NOSSO TESOURO MAIS RICO,
QUE HÁ TRÊS SÉCULOS E PICO
OS CENTAUROS NOS LEGARAM
MEMÓRIAS QUE NÃO GASTARAM
NOS ENTREVEIROS DA INFÂNCIA;
E OLFATEANDO NA DISTÃNCIA,
ALGUMAS QUE SE EXTRAVIARAM.

OS QUATRO SÃO MISSIONEIROS,
UNIDOS NUM MESMO ABRAÇO;
SÃO TENTOS DO MESMO LAÇO,
BRASAS DOS MESMOS BRASEIROS,
CHISPAS DOS MESMOS LUZEIROS,
QUE ONDE UM VAI O OUTRO VAI.
NENHUM PESAR OS CONTRAI
NEM DESENCANTO NEM MÁGOA;
OS QUATRO BEBERAM ÁGUA
NOS REMANSOS DO URUGUAI.

UM DELES É O PEDRO ORTAÇA,
NASCIDO LÁ NO PONTÃO
NUM DIA DE CERRAÇÃO
TAPADO PELA FUMAÇA;
CANTOR DE FÔLEGO E RAÇA,
DO MAIS CRIOULO RECURSO;
MAIS AGARRADO QUE UM URSO,
NAS SEIS CORDAS DA GUITARRA,
ANDOU FAZENDO UMA FARRA
NA BAILANTA DO TIBÚRCIO.

OUTRO É O NOEL GUARANY
DO MANANCIAL MISSIONEIRO,
QUE BENZERAM EM TERNEIRO
COM LEITE DE CURUPY.
TROPEANDO, DESDE GURI,
NUNCA CAI EM ARAPUCA.
MAIS BRABO DO QUE MUTUCA,
VEM DO BERÇO DE SEPÉ;
E ANDOU MORANDO EM BAGÉ,
NA BAIXADA DO MANDUCA

OUTRO É O CENAIR MAICÁ,
DO CANTO BÁRBARO E DOCE,
QUE COM CERTEZA EXTRAVIOU-SE
DA FLOR DO CARAGUATÁ.
CRIOULO, TAMBÉM, DE LÁ
DAS BARRANCAS DO URUGUAI,
SAIU QUEBRA, IGUAL AO PAI,
COM MAÇAROCA NA CLINA;
JÁ CORTOU TRANÇA  DE CHINA,
NOS BAILES DO SAPUCAI.

OUTRO, OUTRO APENAS PAJADOR,
MISTO GENTE E URUTAU;
É O JAYME CAETANO BRAUN,
DO VELHO RIO GRANDE EM  FLOR.
CANTANDO COPLAS DE AMOR,
SEM SE IMPORTAR COM OS ESPINHOS,
DE TANTO TRANÇAR CARINHOS
FOI SE ENREDANDO NAS TRANÇAS;
E HOJE TROPEIA LEMBRANÇAS,
QUE JUNTOU PELOS CAMINHOS!

............................................................................
  Autor: Jayme Caetano Braun
Poesia enviada Por: João Carlos Vargas Ribeiro - Canguçu / RS
  Observações:

Obs.: Para ouvires JAYME CAETANO BRAUN, declamando

OS QUATRO MISSIONEIROS, desliga o som da página principal.

 

 


 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
10/03/2011 17:29:33 euclides nascimento antunes - cascavel / PR - Brasil
Como todos os versos e cantos do eterno Jayme Caetano Braun, não tem comentários somente elogios. É uma pena que tenha se ido tão cedo. Porêm, nós estamos de passagem por estes pagos. Continuem divulgando os seus feitos, para não nos esquecermos deste gaúcho autêntico. Abraços.
Sítio: *****
Untitled Document