Usuário:
 
  Senha:
 
 

Grupo Rodeio:
Deus Gaúcho, de Régis Marques

 

31/03/2011 14:28:32
GALPÃO CRIOULO
............................................................................

 

 

BENDITO GALPÃO CRIOULO,
CRAVADO NO TOPO DO CERRO,
DE ONDE SE VÊ O SINCERRO
DO BOI DE CANGA CHEGANDO.
NAS MADRUGADAS, CLAREANDO,
A PEONADA TODA ALERTA;
QUANDO O DIA DESPERTA,
SEUS PINGOS VÃO ENCILHANDO.

ONDE SE VÊ TRADIÇÃO,
É LÁ QUE SE VÊ RIO GRANDE,
ONDE O PEITO SE EXPANDE
E O CORAÇÃO QUASE ESPLODE.
SEM CRÍTICA E SEM PAGODE
ME RESTA UMA ESPERANÇA:
35 DEIXOU HERANÇA
PRA O VELHO ZÉCA BIGODE.

É SÍMBOLO DE ESPERANÇA
E BANDEIRA DA TRADIÇÃO,
QUE CONSERVOU COM PAIXÃO
AS RELÍQUIAS DO PASSADO;
FEZ DE TRASTES ABANDONADOS
UM MUSEU TRADICIONAL,
ACERVO RÚSTICO E BAGUAL
QUE POR TAURAS FORAM USADOS.

POR ISSO. GALPÃO CRIOULO,
TEU NOME FOI BATIZADO,
PORQUE ÉS ABENÇOADO
POR UMA RAÇA CAUDILHA.
NAS PLANÍCIES E COXILHAS,
TRAZENDO A LANÇA NA MÃO,
PRESERVANDO A TRADIÇÃO
DESSES HERÓIS FARROUPILHAS.

E JUNTO DE TI, GALPÃO,
TENS UM ÍNDIO CORAJUDO,
GUASCA, TAURA MACANUDO,
IGUAL AO ÍNDIO SEPÉ;
DESSES QUE O RIO GRANDE QUER:
BRILHANTE E CHEIO DE LUZ;
ABENÇOADO POR JESUS,
TRAZ O RIO GRANDE DE PÉ.

ALI SE VÊ A CARRETA,
ARRELHOS E FOGO DE CHÃO,
A CORDIONA E O VIOLÃO,
FACÃO, ADAGA E ESPADA;
ATÉ GARRUCHAS CARREGADAS
NO ARSENAL DO GALPÃO:
HISTÓRIAS DE TRADIÇÃO,
QUE SEMPRE SERÃO LEMBRADAS.

ALI SE VÊ GAUCHISMO,
POETAS E TROVADORES,
VIOLONISTAS E CANTADORES,
GAITEROS DE TODA ESTAMPA,
NACIDOS AQUI NAS BARRANCAS
DO VELHO URUGUAI GARBOSO,
DE INDIO CHUCRO E TEIMOSO
TOMANDO CACHAÇA EM GUAMPA.

PRA TI, ZÉCA BIGODE,
DEIXO UM ABRAÇO APERTADO
JUNTO A TEUS PEÕES DEDICADOS
E, TAMBÉM, A TEU GALPÃO,
QUE É ALMA E CORAÇÃO,
SERVIDO NA MESMA MESA,
TRAZENDO SEMPRE ACESA
A CHAMA DA TRADIÇÃO!

............................................................................
  Autor: Cidinei Mello
Poesia enviada Por: Cidinei Mello - Porto Alegre / RS
  Observações:


Oautor, cuja Terra Natal é a fronteiriça cidade de Itaqui-RS, homenageia com os versos de sua poesia ao grande tradicionalista itaquiense ZÉCA BIGODE.


 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
02/04/2011 17:27:14 Deroci Moraes - Santa Maria / RS - Brasil
Foste feliz com este tema, amigo velho, pois quem conhece e tem a felicidade de desfrutar do aconchego e da paz de um galpão, se emociona ao ler teus versos. Me senti sentado à beira do fogo, numa roda de mate!
Sítio: http://lafora.arteblog.com/
Untitled Document