Usuário:
 
  Senha:
 
 

Os Filhos do Rio Grande:
Cheiro do Rio Grande,
de Darci Lopes

 

28/11/2011 14:31:16
VESTIDO DE PRENDA
............................................................................

 

 

MEU VESTIDO DE PRENDA,
MEU VESTIDO DE CHITA
ENFEITADO DE FITA,
COM BABADOS DE RENDA.

VESTIDO VERMELHO E BRANCO,
ORGULHOSA TE TRAGO;
VOU LEVANDO CONTIGO
O LENÇO FARRAPO,
CHIMANGO E MARAGATO,
A BANDEIRA COLORADA!

MEU VESTIDO DE PRENDA,
NO TEU PANO COLORIDO
TU LEMBRAS A POESIA
QUE DECLAMEI
NA IGREJINHA DA COXILHA.

MEU SAPATO
LEMBRA ESTE PALCO,
A PLATÉIA, OS MEUS VERSOS
E OS APLAUSOS.

A ARMAÇÃO DO VESTIDO
ME LEMBRA
O RIO GRANDE NATIVO
E BANDEIRAS FARROUPILHAS.

A SAIA BRANCA RODADA
É O VENTO MINUANO,
SOPRANDO NAS COXILHAS.

A FLOR DO CABELO
É COMO JASMIM,
NA PRIMAVERA FLORINDO.

MEU VESTIDO QUERIDO,
TU LEMBRAS O CAMPO,
A CULTURA DE UM POVO
E AS NOSSAS TRADIÇÕES!

............................................................................
  Autor: Carla Pinto R. Palezzi
Poesia enviada Por: Eliezer Parcianelo - São Pedro do Sul / RS
  Observações:

 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
03/01/2012 12:40:00 milena da cruz pereira - pelotas / RS - Brasil
Ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
Sítio: *****
Untitled Document