Usuário:
 
  Senha:
 
 

Grupo Rodeio:
Deus Gaúcho, de Régis Marques

 

22/05/2012 20:16:29
MARCA GAÚCHA
............................................................................

 

 

Foi no lombo do cavalo,
foi a tiro de garrucha,
foi na lança e foi na espada
que formou a Marca Gaúcha.
Pra dar a templa no ferro
foi na forja e na marreta,
pra desbravar meu Rio Grande
sobre rodas de carreta.

Assim se fez este pago,
planície, serra e coxilhas,
cavalgando campo e mato
com a força dos Farroupilhas.
Pra nossa Marca Gaúcha
ser hoje em dia o que é
custou luta, sangue e vida,
desde os tempos de Sepé.

Desde os padres jesuítas,
os heróis dos Sete Povos,
na força de índio e negro
construindo tempos novos;
pra o comércio primitivo,
matadouro e saladeiro,
os birivas e os mascates
cavalgavam o dia inteiro.

O fio da faca prateada,
que hoje só corta churrasco,
já cortou muito pescoço
na lida de algum carrasco;
ao fazer um prisioneiro,
no grito de pega e puxa,
por falta de bala e chumbo
levava a Marca Gaúcha.

Depois de lutar 10 anos,
abraçados na bandeira,
voltaram os Farroupilhas
defender nossa fronteira;
retomando a nossa Terra,
Palomas e Dom Pedrito,
arrastando os Corrientales
a pelegaço e no grito.

De Norte a Sul do Rio Grande,
do litoral à fronteira,
ainda se encontram os rastros
da brava gente guerreira.
E pra mim, que fui criado
bem nas márgens do Uruguai,
herdei a Marca Gaúcha
dos ancestrais de meu pai.

Sou do tempo dos tropeiros,
noite de ronda e mateada,
dos bailes de chão batido,
do rodeio e carreirada.
E pra essa vida moderna
ninguém me leva ou me puxa,
porque honro as tradições
da nossa Marca Gaúcha.

Madrugada, canta o galo,
e faz tempo que estou em pé,
pra tomar meu chimarrão
e uma cambona de café.
Depois vou lá na mangueira
tirar o leite pra o queijo.
Nessa hora minha prenda
vem trocar leite por beijo.

Depois da “vaca atolada”,
carreteiro ou mocotó,
cachaça de Santo Antônio
vai quase num gole só.
Churrasco gordo na brasa
e a prenda linda e quentucha,
são coisas que me confortam
na nossa Marca Gaúcha!

............................................................................
  Autor: Gilmar Souza Vargas
Poesia enviada Por: Gilmar Souza Vargas - Uruguaiana / RS
  Observações:
Poesia contida no livro "Entre o ódio e o amor", volume 3, de Gilmar Souza Vargas.

 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
Untitled Document