Usuário:
 
  Senha:
 
 

Vilson Schmitt:
Tradicionalismo Moderno

 

31/08/2006 09:50:25
CUIA DE MATE
............................................................................

Antonio Francisco de Paula

 

Esta cuia de mate

que com carinho palmeio

pertenceu a um tropeiro

o finado meu avô

és relíquia de valor

na forma de um coração

símbolo vivo da tradição

que o tempo não sepultou

 

Trás gravado em teu seio

o mais lindo dos debuxos

um tosco rancho gaúcho

na sombra de uma paineira

e um galho de roseira

com uma rosa desabrochada

figura da prenda amada

a xirua companheira

 

Cuia morena bendita

torneada a ponta de faca

bocal de metal alpaca

curtida pelos janeiros

cálice dos arrueiros

dos tapejaras de dantes

de índios e bandeirantes

do Rio Grande altaneiro

 

Toda vez que te empunho

para um mate bem cevado

me vem a tona um passado

na minha imaginação

te vejo de mão em mão

saracoteando faceira

se beijando com a chaleira

numa tertulia de galpão 

 

E a indiada esparramada

em roda de um braseiro

sesteando sobre os baixeiros

estendidos pelo chão

degustando o chimarrão

na velha bomba prateada

entre o eco das risadas

dos causos de assombração

  

E um taura lá num canto

entreverado na fumaça

empapuçado de cachaça

curtida de borrachão

dedilhando um violão

num estilo bem campeiro

alegrando os companheiros

a pedido do patrão

 

E a cuia topetuda

que nem china querendona

se esfregando na cambona

junto a trempe enferrujada

desafiando a peonada

os gaudérios domadores

os tropeiros mercadores

para a última mateada

  

Velha cuia legendária

herança do tempo antigo

quisera eu ter conhecido

teus parceiros mateadores

poetas, declamadores

payadores de outrora

que forjaram nossa história

com sangue, lágrimas e dores!

............................................................................
  Autor: Antônio Francisco de Paula
Poesia enviada Por: Antônio Fracisco de Paula - Brasília / DF
  Observações:

 
Nome:
Cidade:
Estado:
País:
E-mail:
(O E-mail não é Publicado no Comentário)
Sítio:
Comentário:
   
 
16/05/2010 19:15:48 Jairo Gagliotto - Erechim / RS - Brasil
Buenas, parceiro de tradição! Preservo a tradição fazendo artesanato gaúcho, principalmente cuias. Li tua poesia e gostei da homenagem à cuia de chimarrão. Parabéns!!!
Sítio: *****
Untitled Document